quinta-feira, 21 de abril de 2011

O complicado verbo "haver"

Vamos conhecer um pouco mais o verbo HAVER nessa postagem. 

A explicação nas postagens possuem, de forma estratégica, caráter informal e coloquial para preservar o conceito autor-leitor. Leve em consideração o conteúdo da postagem e não a forma em que ela será apresentada. 

Quando eu uso "haverão", "houveram", "houve" e há? Que confusão, né? Vamos com calma, lek:

HAVER=EXISTIR

1) Quando o verbo haver tiver o mesmo significado de existir, teremos os seguintes casos:

1.1) FUTURO

Para o futuro (a coisa que vai acontecer), nós usaremos HAVERÁ. E ponto final, lek! Só vamos usar HAVERÁ, independente se vier uma palavra no plural depois porque não existe o termo "haverão"! Beleza?
Frigomeda empregou o verbo "haver" de forma correta



Exemplos:

Frigomeda disse que HAVERÁ reunião amanhã.
Frigomeda disse que HAVERÁ reuniões amanhã.





(continua...)




1.2) PRESENTE

Para o presente (fato que está acontecendo nesse momento), nós usaremos HÁ. E deu! Nada mais. Só se usa HÁ!

Vai que cabe mais um!


Exemplos:


HÁ trinta lugares nessa sala.
HÁ cem lugares nessas salas.
HÁ vinte gordos dentro do Fusca 68.



1.3) PASSADO

Para o pretérito perfeito (fato que começou no passado e acabou no passado), usaremos HOUVE. E deu! Não interessa se vem plural depois ou não! NÃO EXISTE "HOUVERAM".

Valdiroju passeando com o totó num "lindo" dia



Exemplos:
Houve chuvas terríveis em Pato Branco e Valdiroju
Houve alunos que não fizeram o trabalho.







ESTÁ ERRADO:

Houveram chuvas...
Houveram alunos...

No geral foi isso. Beleza, lek? Alguma dúvida até aqui?

Observação: "ouve" é conjugação do verbo "ouvir", enquanto "houve" é do verbo "haver". Beleza?

Vamos para os casos mais especiais:

2.1) FUTURO COMPOSTO

Quando nós queremos nos referir a uma ação futura, nós usamos um único verbo (como foi explicado antes, nós usamos HAVERÁ e ponto final) ou usamos o futuro composto, onde há a combinação de dois verbos. Nesse caso, todo verbo que acompanha o HAVER não será flexionado (ou seja, não sofrerá alterações de tempo e pessoa)
Um desses alunos deve ter escrito essa placa

Exemplo:

Futuro simples:
HAVERÁ muitos alunos em recuperação nesse bimestre ... 
Futuro composto:
DEVE HAVER muitos alunos em recuperação nesse bimestre.




Perceba o seguinte:

Na segunda construção, apesar do plural, o verbo que acompanha o HAVER não se modifica. Fica DEVE, mesmo se vem plural ou não. Será sempre assim!

Se não entendeu nada, veja os exemplos para entender:

CERTO: DEVE HAVER aulas amanhã
ERRADO: DEVEM HAVER aulas amanhã.

Agora você entendeu? Não interessa se vem plural (aulas) depois: você usa sempre a mesma forma: DEVE HAVER.

2.2) Diferença de "a" para "há"

O termo "HÁ" expressa tempo decorrido.

Exemplo:

Há dois dias, Francisvaldo caiu da bicicleta. 




O termo "A" expressa tempo futuro

Daqui a cinco anos, Wueslyngton vai terminar a faculdade de Letras.
Daqui a uma década, Berretuno venderá a casa de praia dele.


PORTANTO, não confunda:

ERRADO: A cinco anos, Frigomeda vendeu a casa de praia
CERTO: Há cinco anos, Frigomeda vendeu a casa de praia

ERRADO: Daqui há três dias, Bereneteia viajar para Paris
CERTO: Daqui a três dias, Bereneteia viajar para Paris

Nenhum comentário: