segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

"Porque" se escreve junto ou separado?



Quem nunca teve dúvidas no uso correto do "porque" que atire a primeira caneta!

Afinal, são quatro tipos diferentes: junto e com acento, junto e sem acento, separado e sem acento, separado e com acento. Por que tantos tipos de "porques"? Haja "porques"... Bem, se essa é sua dúvida também, então leia essa postagem escrita pela Gramaticando e com a colaboração de um vídeo que a VBP presenteou para facilitar as coisas!

(continue lendo e veja o vídeo!)









Seja bem-vindo ao Gramaticando, uma iniciativa do VinicBlog.

Qual é o correto? “Porque” junto e sem acento, “por que” separado e sem acento, “porquê” junto e com acento ou “por quê” separado e com acento?

Bem, você quer a notícia ruim ou a pior primeiro? Bom, a ruim é que todos esses quatro tipos de “porquês” estão certos. A pior é que não tem remédio: você tem que decorar de qualquer jeito.

Mas vamos com calma, não é muito difícil decorar. “Por que” separado e sem acento é usado no início das perguntas. Agora, “por que” separado e com acento é usado no final das perguntas. Entendeu? Vamos repetir: “por que” separado e sem acento: antes das perguntas. Separado e com o acento circunflexo: no final das perguntas. Então basta decorar o seguinte: na frente da pergunta ele está sem chapéu, na despedida (ou seja, no final da pergunta) ele coloca o chapéu para ir embora. Pronto.

Vamos ver um exemplo:

Por que Vadoril atirou o computador?

Então perceba que nessa pergunta nós usamos “por que” separado e sem acento por estar lá no início da pergunta. Agora nada me impede de jogar o “por que” lá para o final da pergunta. Nesse caso, ele põe o chapéu, ou seja, recebe acento circunflexo:

Vadoril atirou o computador por quê?

Agora, o “porque” junto e sem acento é usado simplesmente para responder as perguntas. Veja esse exemplo:

“Por que Ofrugêncio está todo ralado?”


“Porque ele teve um pequeno acidente”

Vejam que para responder a pergunta “por que Ofrugêncio está todo ralado” eu usei o “porque” junto e sem acento em “porque ele teve um pequeno acidente”.

Por último, para finalizar de vez esse vídeo, o “porquê” junto e com acento. Esse “porquê” é usado na forma de substantivo e sempre você o verá com um artigo na frente dele. A melhor forma de ver isso é com um exemplo:

“Não sei o porquê da destruição do carro.”