sexta-feira, 16 de julho de 2010

Curiosidades do Hino Nacional


Hino Nacional tem letra na introdução? Como ele seria cantado em Tupi? Ele era para ser o hino da República? Como seria o Hino Nacional "patrocinado"?

crédito imagem: leaotheblogger-topsecrets.blogspot.com


Hino Nacional: introdução tem letra!
“Enganaram-me!”. Talvez tenha pensado nisso após ter cantado o hino do nosso Brasil com uma parte incompleta. Sim, aquela introdução instrumental com um ritmo acelerado também tem letra.
Essa introdução foi retirada da versão oficial. Você quer saber como é? Confira abaixo:

Espera o Brasil que todos cumprais o vosso dever
Eia! avante, brasileiros! Sempre avante
Gravai com buril nos pátrios anais o vosso poder
Eia! avante, brasileiros! Sempre avante



Servi o Brasil sem esmorecer, com ânimo audaz
Cumpri o dever na guerra e na paz
À sombra da lei, à brisa gentil
O lábaro erguei do belo Brasil
Eia sus, oh sus!

E o que é esse “sus”, no último verso? É uma interjeição que indica “ânimo! Coragem!”.





Hino Nacional em Tupi? Tente cantar!

Ora, não esqueça que estamos no Brasil de 1800 e “vovó criança” (quer dizer, de tataravô da tataravó criança). Os índios eram mais numerosos e a língua tupi ainda “funcionava”. Então era normal os índios cantarem o hino em tupi em suas tribos.

Que tal tentar alguns trechos?

Embeyba Ypiranga sui, pitúua,
Ocendu kirimbáua sacemossú
Cuaracy picirungára, cendyua,
Retama yuakaupé, berabussú.

Turussú reikô, ara rupí, teen,
Ndê poranga, i santáua, ticikyié
Ndê cury quá mbaé-ussú omeen.

Yby moetéua,
Ndê remundú,
Reicô Brasil,
Ndê, iyaissú !


O Hino Nacional era para ser o Hino da Proclamação da República?

O Hino Nacional foi criado originalmente como “Marcha Triunfal” para comemorar a Independência do Brasil. Foi criado por um tal de Francisco Manuel da Silva e logo seus versos triunfais ficaram na boca do povo.

Após a proclamação da República, foi aberto um concurso para escolher o hino e quem ganhou foi um cara chamado Leopoldo. Porém, o povo não gostou e após manifestações o imperador escolheu a “Marcha Triunfal”, de Francisco, que era mais popular. O hino de Leopoldo se tornou, então, o Hino da Proclamação da República e a “Marcha Triunfal” virou Hino Nacional.

É proibido executar o Hino Nacional sem ser na forma original (com outro arranjo vocal ou instrumental). Por isso, ao longo de todos esses anos, ele manteve sua integridade e a identidade brasileira.

Hino Nacional patrocinado?

Encontrei no blog "leaotheblogger-topsecrets" uma forma criativa de cantar o Hino Nacional. Confira abaixo:


Essa postagem faz parte do canal "Curiosidades Express"

Um comentário:

joão carlos brasileiro disse...

Pesquisei sobre o assunto e não achei resposta, quero muito saber porquê esta introdução foi retirada?