quinta-feira, 11 de março de 2010

Descomplicando a Segunda Guerra Mundial (parte 1)

Segunda Guerra Mundial



Como você acompanhou nas postagens sobre a Primeira Guerra, a Alemanha saiu totalmente destruída, acabada e humilhada. Pelo Tratado de Versalhes, devia pagar os países vencedores, perdeu territórios e não podia se armar.

Nesse estado, o que a Alemanha queria era o “revanche”: um jeitinho de inverter a situação e se vingar. Quem se destacou nesse período foi Hitler, que rapidamente, através de seu discurso, conseguiu a simpatia e a confiança de seu povo. Hitler fez o povo alemão pensar que eles foram oprimidos pela guerra, que foram humilhados e logo conseguiu audiência.

Logo virou um ditador e assassinou seu opositores (“Noite das facas longas”). Com caminho livre e controlando a Alemanha, pôs seu plano em ação: se a Alemanha devia virar uma grande potência, então ele deveria dominar a Europa, conquistando suas terras antes perdidas.

A Alemanha não podia investir em armamento por causa do Tratado de Versalhes, porém começou a se armar e os outros países nem impediram. Começou a crescer e a se expandir, porém os outros países não fizeram nada. Assim sendo, resolveu invadir a região do Reno, recuperando o território perdido. Os outros países, como se estivessem “sem saco”, não impediram. Logo depois, recuperou a região dos Sudetos através de alguns acordos.

Sem perceber, a Alemanha foi se fortalecendo cada vez mais, até que resolveu atacar a Polônia para recuperar mais terras que haviam sido perdidas. Dessa vez, os países abriram os olhos e resolveram agir.
E então, a guerra começou.

Acompanhe as próximas postagens...



Nenhum comentário: