sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

E agora?! Alguém está tendo convulsões ao meu lado! O que eu faço?!

Sempre é bom reforçar a seguinte redundância: não podemos prevenir situações imprevisíveis. Nunca ache que uma situação nunca poderá ocorrer em sua vida. Afinal, tudo é possível. Se alguém convulsionar ao seu lado e você for a única pessoa a ajudá-la, o que você vai fazer? Se agir erradamente, poderá piorar as situações. Portanto, leia essa postagem com cuidado:



Já vimos o que fazer quando uma pessoa desmaiar. Agora veremos a convulsão:


Identificando a convulsão

Você precisa saber, antes de tudo, o que é convulsão e seus sintomas:

Convulsão é quando o cérebro começa a fazer descargas elétricas de forma anormal, alterando o estado de consciência da pessoa. O sujeito perde o controle de seu corpo: pode simplesmente parar e ficar olhando para o vazio, sem responder a qualquer estímulo. Ou então, pode cair ao chão e começar a se debater, perdendo o controle de seus músculos e os contraindo e os descontraindo de forma involuntária.


O QUE FAZER???

1) Garantir a segurança da pessoa

Numa crise convulsiva, coloque a pessoa deitada e afaste móveis e qualquer tipo de objetos que a possam machucar. Lembre-se: ela está sem consciência e fora de controle; o corpo sofre tremores. Portanto, garanta um espaço seguro para ela.

Mantenha a proteção da cabeça: evite que ele fique se chocando ao chão. Use um travesseiro (se vocês estiverem em casa, por exemplo) ou então roupas. Posicione a cabeça levemente para o lado (sem movimentos bruscos): assim, você estará evitando a vítima de se engasgar com a própria saliva ou vômito.

Se as roupas estiverem justas, afrouxe-as um pouco. Tente garantir a ventilação do ar: se houver curiosos tentando fazer uma roda ao redor da vítima, quase sufocando-a, tente afasta-los.
NÃO dê líquidos a ela.



2) Providenciar a emergência

Rapidamente, providencie a emergência. Você pode acionar o SAMU. Apesar da ansiedade de ver a vítima naquele estado, se você não é profissional da área médica habilitado para aquele tipo de emergência não arrisque nada: você pode complicar as coisas.

Portanto, chame a emergência: é muito perigoso tentar levar a pessoa naquela situação. Imagine se ela bate a cabeça com os tremores. Portanto, evite isso e acione a emergência. Eles são mais que treinados para isso: eles são experientes, acostumados com situações piores e sabem muito bem o que estão fazendo.

Sua tarefa foi acionar a emergência e garantir a segurança da pessoa durante a situação adversa.

Não entre no desespero, tentando “acordar” a pessoa convulsionada, sacudindo ela ou então jogando água na cara. Você pode ajudar evitando que pessoas ao seu redor tente fazer isso, deixando a situação pior do que já está.


Tratamento da convulsão

A convulsão é uma doença que pode ser tratada. Deve-se procurar um neurologista: através do histórico clínico e de exames (eletroencefalograma), ele estudará a melhor forma de tratamento, utilizando medicamentos.

Outra observação:

Nós vimos que durante o desmaio, deve-se ter o cuidado de evitar com que a vítima engula sua própria língua, pondo sua cabeça para o lado. No caso da convulsão, a vítima não engole a língua.




Nenhum comentário: