sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Como tirar água do ouvido depois de uma piscina?


No verão, nós aproveitamos para tomar banho de piscina na tentativa de nos refrescar, enquanto nossas casas viram um forno insuportável. Não quer dizer que nas outras estações nós não tomamos, mas o verão é o período em que elas são mais usadas.

Porém, um fato que acontece muito é a água no ouvido, que pode gerar dor de ouvido, ou seja, inflamar “alguma coisa lá que não sei o nome” (inflamar algo do tipo “canal auditivo”).

Se isso acontecer, você terá que ir ao médico e ele vai indicar os medicamentos corretos. Portanto, o melhor é se prevenir ao invés de perder tempo com uma eventual dor de ouvido, não é verdade?

Os 2 métodos


Eu trago uma exclusividade para você: dois métodos que sempre deram certo comigo. Eu fazia natação regularmente e tinha que lidar com o problema da água no ouvido. Existe um objeto de silicone que você põe no ouvido para tampar a entrada de água, porém você não vai fazer isso quando for para a piscina com a galera para se descontrair, não é verdade? Quando alguém falar com você, você não vai ouvir coisa nenhuma.

Esse métodos deram certo comigo: portanto, não é nada comprovado pela ciência, fui eu que inventei, talvez não dê certo com você. Se você é da área e entende disso, me dê uma luz: faça um comentário e diga se é certo ou errado. Como dá certo comigo, como eu já faço isso há anos e nunca deu nada de errado, além de ter proposto isso a outras pessoas, eu vou compartilhar com vocês.


1) No chuveiro

Assim que eu saía da piscina, eu ia direto para a ducha: sempre faça isso para tirar logo o cloro e, afinal de contas, a piscina geralmente é compartilhada por outras pessoas. Portanto, tome uma ducha antes de entrar e ao sair da piscina.

Se você estiver se sentindo incomodado com água no ouvido, faça o seguinte: vire o ouvido em direção à água do chuveiro e deixe a água entrar (para isso, claro, você terá que inclinar a cabeça para o lado). Dois segundinhos depois, vire logo a cabeça para o lado oposto e deixe a água sair: vai sair tudo de uma vez só.

Você pode estar achando estranho, mas sempre deu certo comigo: deixe a água do chuveiro entrar no ouvido, “enchendo-o” e logo em seguida incline a cabeça para o lado oposto, fazendo a própria gravidade tirar a água por completo. Parece que a água fica “mais pesada” e, quando você inclina para o lado, ela sai por completo. Portanto, você usou a própria água para tirar a água do ouvido. Isso pode estar relacionado às propriedades da água, como a polaridade.

Comigo deu certo, mas se não der certo contigo não fique insistindo. Somos pessoas diferentes, isso com certeza. Se você não entendeu esse método, se tem outra sugestão ou alguma crítica, basta fazer um comentário.


2) Na piscina

Esse método eu uso com mais freqüência, pois é na própria piscina: logo que sinto água no ouvido, eu já pratico esse método e dá certo. Não preciso esperar ir para o chuveiro. Porém, ele é mais difícil de se explicar e, portanto, é provável que você não entenda. Mas não custa nada tentar, certo?

Quando eu estou na piscina e sinto que tem água no ouvido, assim que possível eu faço isso: dou um tapa na superfície da água, porém o tapa é com o ouvido. HÃÂ? Isso mesmo, vou tentar explicar...

A água da piscina deve estar no nível do pescoço: portanto, se estiver na barriga você terá que flexionar os joelhos, ou seja, terá que se agachar um pouco até a água ficar no nível entre os ombros e seu queixo.

Feito isso, você vai, de forma rápida, inclinar a cabeça para o lado do ouvido com água até ele atingir a água: quando encostar nela, você volta para a posição normal. Portanto, seria uma espécie de “tapa” com o ouvido. Você sente que a pressão interna se iguala com a pressão externa, fazendo a água sair. Sempre deu certo.

O pescoço fica doendo?

Não, pois você estará com a água no nível do pescoço. Quando você der o “tapa” você não faz muito esforço no pescoço, pois a própria água te amortece. Quando estamos na piscina, nosso corpo fica “mais leve” por causa do empuxo. Se você começar a fazer isso fora da piscina logo sentirá dor no pescoço, pois aí ele terá que fazer todo o trabalho.

Se você não entendeu muito, dê um tapa com a mão espalmada na água: ao invés de ser sua mão, terá que ser seu ouvido. Você não pode ser agressivo ou brusco: é mais a técnica do que força. É igual nadar craw, peito, borboleta ou costas: não adianta ter força se você não dominar a técnica do nado.

Por favor, façam algum comentário!! Não me deixem ficar falando para as paredes. Se essas dicas foram úteis ou inúteis para você, faça um comentário (pode ser anônimo).

Essa publicação é subordinada à série de postagens "Verão e Inferno"
Clique AQUI para ver mais postagens relacionadas à série