domingo, 10 de janeiro de 2010

Como se preparar para uma entrevista de emprego? (perguntas principais)

Parte 3: A entrevista de emprego

Tópico 1: Espere responder à essas perguntas


   Na primeira parte dessa série, vimos quais as primeiras providências a tomar quando se depara com o desemprego, ouvindo a sombria frase: “está demitindo”. Na segunda parte, vimos como fazer um bom currículo: o que fazer e o que não fazer. Afinal, o currículo leva sua imagem, é o primeiro contato seu com o emprego a destino.

  Após seguir esses passos, uma empresa já deve ter te chamado para uma entrevista. Claro: nesse período todo, você estudou mais, se atualizou com o mundo, se aprimorou profissionalmente, pois parado não chegará a lugar nenhum. E agora? Como se comportar na entrevista? O que fazer? O que não fazer?


Primeiras providências

Ao ser chamado para uma entrevista, você deve saber, sobretudo, para onde está indo: se atualize a respeito da empresa, sobre o que tem acontecido com ela e também tenha definido como espera em trabalhar nela. Você precisa saber além do básico: o que se procura hoje não é o básico, mas sim o destaque.

Você não pode ser chamado para uma entrevista com uma empresa que produz sapatos sabendo apenas que produz sapatos, que é o óbvio. Procure algumas informações à respeito da estratégia da empresa, das formas de trabalho, das novas tendências, do que ela tem mais precisado, do que ele tem que os concorrentes não têm, do público alvo, de sua posição no mercado, sua estrutura e seus objetivos.
E se o avaliador perguntar para você sobre o que acha da empresa? Você só vai responder que “é legal, tem crescido e produz sapatos”? Só isso? Portanto, você precisa saber para onde vai e saber o que espera encontrar.

Após pesquisar a respeito da empresa e saber, de fato, para onde está indo, se prepare para essas perguntas (ou semelhantes):


Principais perguntas

Agora, o que vem aqui é bem importante. Você deverá estar preparado para responder, pelo menos, essas perguntas.

1)Quem é você? Fala-me sobre você.

Com certeza, essa pergunta será feita. Você precisa praticar o modo de respondê-la: deverá ser objetiva, simples e direta, valorizando seu perfil profissional. Destaque suas habilidades e talentos.

2)O que o levou a nos procurar?

Não responda “pois preciso ganhar dinheiro” ou “porque estou desempregado e essa é a única empresa”. Como você leu no início, você já se informou sobre a empresa e sabe bastante coisa dela. Portanto, chegou a hora de falar de seu interesse por ela, destacando pontos positivos dela. Deixe claro que essa empresa tem o interesse de qualquer profissional. É sua tarefa descobrir o porquê.

3)O que espera do emprego?

Não responda “ganhar dinheiro” (de novo). Amplie sua visão, vá mais fundo e pense na possibilidade de você aprimorar sua experiência profissional, tentando superar cada dia mais o profissional que é. Responda que espera, com o emprego, contribuir com o crescimento da empresa e a ser bem sucedida.

4)Você consegue trabalhar sob pressão e com prazos definidos?

Respondendo um “não” a essa pergunta, é muito provável que suas chances de ser aceito caiam drasticamente. Afinal, uma empresa prefere um candidato que suporta as pressões ou aquele que não suporta? Demonstre seu interesse e suas habilidades para isso, se mostre motivado para trabalhar mesmo com tempo reduzido, mesmo sob pressão.

5)Nos dê um motivo para escolhermos ao invés dos outros candidatos?

Chegou a hora de você “vender” seu produto. Essa deve ser a pergunta mais difícil, pois depende de você: precisa ser criativo e convincente. Não se intimide e mostre que você é capaz de ir muito além, que você tem capacidade e motivos para se destacar dos demais.

6) Como você administra seu tempo livre?

Essa pergunta pode parecer ingênua, mas revela se você sabe administrar seu tempo, se você investe seu tempo adequadamente, pois tudo isso se reflete no trabalho. A forma com que você organiza seu tempo reflete na forma de sua organização geral. Você precisa demonstrar equilíbrio: não pode se revelar uma pessoa totalmente cheia de atividades, ocupada, sem tempo para nada, como também não pode se revelar uma pessoa que não faz nada da vida.

7)Quais são as suas maiores qualidades?

Não responda “eu não sei”. Essa é uma oportunidade de você mostrar o que tem de melhor. Qual será a imagem que você passará para o avaliador? Você precisa se destacar dos outros, você certamente tem algo peculiar que ninguém tem, você é habilidoso e tem capacidade: basta interpretar e expressar corretamente. Revele uma pessoa empenhada, dedicada, concentrada, criativa, persistente, responsável, competente, obediente aos superiores... Essas são características que a empresa espera de você.

8)Quais são seus defeitos?

Você precisa ter cuidado com essa pergunta. Destaco três ideias:

1- Não responda “eu não sei”, ou então “eu não tenho defeitos”. Não tenha a cara-de-pau de responder essas coisas! Se você não sabe seus próprios defeitos ou suas qualidades, então você está revelando ser uma pessoa que não sabe de nada. Que empresa vai querer esse tipo de empregado? Ou então, responder “eu não tenho defeitos”, literalmente “pega muito mal”. Todos nós temos defeitos. Dizer que não tem indica orgulho, ignorância, falta de humildade.
2- Não seja negativo demais, não exagere.
3-Não entre em contradição: se você disse que era criativo quando perguntaram a respeito de suas qualidades e agora respondeu que a falta de criatividade era seu defeito então você está em contradição. Revela que você está mentindo, ou então está confuso e não se conhece nem a si mesmo.
Uma dica é dizer “defeitos para mais” e não “defeitos para menos”. Ao invés de dizer, por exemplo, que não é criativo, diga que é muito exigente, ou às vezes é persistente demais, muito perfeccionista.

9) Como você se tem atualizado sobre sua profissão?

Aí está a importância de se atualizar. Não é pelo fato de não estar empregado que você fica estagnado. Não, muito pelo contrário! Aproveite o tempo para estudar e para se atualizar. Se você é professor, por exemplo, pesquise a respeito de novos métodos didáticos, estude as tendências da relação professor/aluno no contexto contemporâneo e é claro, procure as novidades em sua disciplina.

Outras perguntas oportunas:

Qual foi o último livro que leu?
Pratica esportes?
Como conheceu a empresa?
Qual a opinião que os outros têm de você?
Quanto espera receber?


Nas próximas postagens dessa série:

O QUE FAZER DURANTE A ENTREVISTA DE EMPREGO?

Continue conectado no VinicBlog... Mais novidades para você!




Nenhum comentário: