domingo, 6 de dezembro de 2009

As Maiores Curiosidades de Sílvio Santos


Veja agora algumas curiosidades de Senor Abravanel, o Silvio Santos, o camelô que virou bilionário, fundou uma das maires redes de televisão do Brasil e se tornou o animador e a voz mais conhecida da história televisiva do país. 

O Camelô

Quando pequeno, ele viu um vendedor ambulante vender com facilidade cartelinhas de título de eleitor. Seguiu-o até encontrar a “fonte”: era uma loja de atacado. Aderiu a ideia com o toque da criatividade: vendeu cartelas de título de eleitor alegando sempre que eram as últimas (por isso, vendia rápido).

Como camelô ele já era um empresário. Em suas palavras: 

Como camelô, eu já era um empresário. Mantinha três funcionários. Um ficava olhando quando vinha o rapa. O outro cuidava do estoque de canetas e o terceiro funcionava como farol. Ele chegava de 15 em 15 minutos e dizia: 'Gostei da caneta, me dá uma', chamando a atenção dos clientes.

O Locutor 

Silvioe venceu um concurso para locutor da rádio Guanabara. Chico Anysio ficou em segundo lugar. 



O Início na TV

Silvio Santos começou a TV trabalhando para o seu futuro rival: o próprio Roberto Marinho, fundador da Rede Globo. Sílvio Santos começou sua carreira televisiva na TV Paulista, no programa “Vamos brincar de forca?”. Depois estreou na TV Tupi com o programa “Festa dos Sinos”. Depois vai para a Rede Globo, estreando com o programa “Música e Alegria”, que logo se torna “Programa Sílvio Santos”, que é considerado pelo Guiness Book como o programa de maior duração da televisão brasileira. Surge o Lombardi, tornando-se uma das vozes mais famosas do país. O “Programa Sílvio Santos” mantinha ótimos níveis de audiência (40 pontos), chegando perto da transmissão da chegada do homem à Lua (41 pontos).




Sílvio dono da Record?

Mais tarde, Sílvio compra 50% das ações da TV Record usando o nome de um amigo seu, Cintra Gordinho, pois o apresentador ainda tinha contrato com a Globo. Ao fim do contrato, Sílvio assina acordo com a TV Record. O “Programa Sílvio Santos” passa a ser exibido na TV Record.

Em maio, do mesmo ano (1976), Sílvio funda a TVS (TV Studios).




SBT no ar clandestinamente?

Com a falência da TV Tupi, Sílvio adquire 4 novas concessões e cria o SBT (Sistema Brasileiro de Televisão), conjunto de emissoras lideradas pela TVS e pela Record.



O SBT é a primeira TV do mundo que nasce transmitindo seu nascimento (a primeira transmissão foi a de Sílvio Santos assinando o contrato das concessões com o ministro das Comunicações). Por isso, ela ficou 15 minutos clandestinamente no ar, ela entrou no ar antes de ser, de fato, “criada”.

O restante das concessões da TV Tupi passaram para o controle da TV Manchete (Grupo do empresário Bloch), que mais tarde faliu, sendo vendida e resultando na criação da REDETV!

Mais tarde, Sílvio vende a Record para a Igreja Universal do Reino de Deus. A venda ajudou a cobrir um endividamento do SBT.


Sílvio briga com a Globo

Para brigar com a Globo, Sílvio falava para os telespectadores assistirem a novela da Globo (Roque Santeiro) e depois mudarem de canal e verem filme no SBT. Em resposta, a Globo prolongava o jornal e a novela. Sílvio, então, ocupava o tempo vago exibindo desenhos (como “A Pantera Cor de Rosa”). Quando “Roque Santeiro” acabava, o SBT transmitia os filmes.

Sílvio Presidente do Brasil?




Pois é, foi por pouco que os livros de história não atualizaram as biografias presidenciais com o dono do Baú. Sílvio Santos.

O ano é de 1989. Os principais candidatos são Collor e Lula. Então, 15 dias antes das eleições, o dono do SBT oficializou a sua candidatura, deixando os outros candidatos um tanto amedrontados (afinal, Sílvio era um fortíssimo candidato, apoiado pelo povo).

Três dias após, Sílvio já tinha 29% das intenções de voto, perto então de disputar o segundo turno com Collor. Porém, a uma semana da votação, a Justiça Eleitoral concluiu que a candidatura do apresentador e empresário não era válida, pois o partido não havia feito convenções estaduais para referendar seu nome. Sílvio tinha entrado no lugar do candidato Armando Corrêa.

Outro problema era que Sílvio não entendia muito bem de política. Prometia casa própria a todos, prometia que ia acabar com a inflação e que iria aumentar o salário mínimo. Como? Nem ele sabia, até porque não tinha um programa de governo sólido.





Sílvio fundou o Baú da Felicidade?

Não, o Sílvio não criou o Baú, mas sim, o recuperou da beira da falência. O Baú da Felicidade foi trazido por um alemão para o Brasil. Esse alemão tornou-se sócio de Manoel de Nóbrega (pai de Carlos Alberto de Nóbrega, apresentador da “Praça é Nossa”) e, num golpe, levou todo o dinheiro, deixando o brasileiro na pior, sem um tostão e devendo para seus clientes.

Manoel implorou para Sílvio, que tinha maior poder de influência, para ir até a sede do Baú (que era um porão, pobre, sem recursos) e esclarecer aos clientes que o Baú estava falido e que iria ressarcir tudo o que devia a eles. Por causa da apelação do colega, Sílvio atendeu o favor.

Chegando lá, mudou de ideia: com sua habilidade empresarial, reestruturou o Baú da Felicidade e fez lucrar novamente, ressuscitado o negócio. O Baú acabou sendo vendido depois para o Magazine Luisa. 

3 comentários:

Vampira Dea disse...

Seu blog é muito bommmmmmmmmm. Leio sempre, parabéns.

Carteado disse...

Maneiro Fig...
Tem tanta coisa que nem eu sabia sobre ele...
e tá de uma maneira bem sucinta e fácil de ler...
Parabéns, continue assim...

Vinic disse...

Muito obrigado "Dea" e "Carteado", o comentário de vcs eh mto important para o VB pq nos motiva mto. Só me resta agradecer. Muito obrigado.