terça-feira, 22 de dezembro de 2009

7 raios na cabeça?




Quem disse que o raio não cai duas vezes no mesmo lugar? Para Roy Sullivan, raio pode cair uma, duas, três... até SETE VEZES na mesma cabeça!! Conheça melhor esse "sortudo":



1942 - Foi atingido pela primeira vez quando estava no alto de uma torre de observação. O raio atingiu sua perna e ele perdeu a unha do pé.

1969 - Enquanto ele dirigia seu caminhão em uma estrada montanhosa. Dessa vez ele bateu o veículo, ficou inconsciente e teve as sobrancelhas queimadas.

1970 - Estava no quintal de casa, quando o terceiro raio queimou seu ombro esquerdo.

1972 - O relâmpago incendiou seu cabelo. Ele se encontrava numa estação de guardas florestais.

1973 - O raio acertou-o enquanto saía de seu automóvel, queimando mais uma vez seu cabelo.

1974 - É o sexto raio que o atinge, que acabou machucando seu tornozelo.

1977 - Finalmente, o sétimo raio: dessa vez, Sullivan ficou hospitalizado, com queimaduras no peito e na barriga.



Esse homem "sortudo" faleceu em 1983, suicidando-se devido a uma desilusão amorosa.

Todos passam por dias em que dá tudo errado: perdemos o ônibus, brigamos, a pomba mira e defeca em nossa camisa, e por aí vai... Todos nós temos nossos dias de "azar", porém ser atingido sete vezes por raios não é para qualquer um não! Tem que ter habilidade!

créditos das imagens na ordem em que são apresentadas:
bethei.blogspot.com
aopormenor.blogspot.com




2 comentários:

Anônimo disse...

noss mais que coisa, o cara não morreu por sete raios mais morreu por uma desilusão amorosa o.o

que destino cruel o.o

Vinic disse...

Olha, não sei se ele é azarado (por chamar tanto raio) ou se é sortudo por resistir a todos os ataques.

Agora, depois de tudo isso, morrer por causa do amor... Esse é o típico fim inusitado que deixa a história mais curiosa.

Valeu pelo comentário, valeu pela participação! Me motiva muito a continuar a escrever.