sexta-feira, 13 de novembro de 2009

"OK, OK!"

Nelson Rubens, em mais um "OK, OK..." (créditos da imagem: Universo Online)
Saudações leitores do VB! Trago-lhes-ter-eis-tes-lheis (a próclise devia ser assim) mais uma curiosidade!

Você sabe da onde veio o OK? A gente usa tanto por aí. OK significa sim, tudo certo, positivo e operante, afirmativo, tudo em cima, e demais coisitas relacionadas com isso. Maaaaaaaasss, você sabia que o OK, que significa “tudo ótimo”, veio de um período nada bom?

Voltemos um pouco no tempo... Vamos regredir para 1861, na chamada Guerra de Secessão. Eu “acho” que não éramos nascidos ainda. Pois bem, ritmo de guerra, gente morrendo, se matando, atirando... todo mundo tem uma idéia do cenário de guerra. Nesse vuco-vuco todo, os soldados voltavam para o quartel com placas onde estavam escritos “OK”. Mas, porém, todavia, esse “ok” não era sinônimo de “tudo ótimo”, “tudo em cima”, mas sim de “0 killed”, ou seja, “zero mortos”.

Portanto, o OK foi “inventado” para dizer, de longe, se ao término do dia havia mortos (baixas) ou não. Daí o termo começou a se popularizar, significando o atual “tudo em cima”.

Porém...

Existe outra versão do OK, que se diz a respeito da campanha presidencial de um tal de Martin van Buren, nos EUA (de novo), lá em 1840 (antes da Guerra de Secessão). O apelido do cara era Old Kinderhook e a campanha se baseava na seguinte idéia: “Com Old Kinderhook estava tudo ótimo”, ou seja, “Com O.K. estava tudo ótimo”. A partir de então, o OK se popularizou.

No Mundo da Lua

Adivinha qual foi a primeira palavra dita na Lua? Foi o nosso amigo “OK”, tudo legal, tudo em cima, tudo ótimo.





Nenhum comentário: