quarta-feira, 18 de junho de 2008

Jesus: quem foi ele afinal?


Depois do polêmico “Código da Vinci” e “O Segredo”, as pessoas passaram a “se ligar” mais na história de Jesus. Mas afinal: você sabe por que ele nasceu? Por que ele foi crucificado? Sabe o que ele fez?
Antes de Jesus nascer, a coisa funcionava assim: se o camarada pecava (desagradava a Deus) ele tinha que pegar um novilho bonitinho, levar para o templo e confessar os pecados. Esse pecados eram “passados” para o novilho, que logo era sacrificado, “apagando” os pecados. Quem cuidava da igreja e fazia o sacrifício era o sacerdote.

Mas tínhamos um problema: o povo pecava e não se arrependia! Imagine, todos os dias, aquela fila grande na frente do templo, com gente levando bezerro pra morrer com seus pecados? Bem, claro que Deus não gostou. Então ocorreu o seguinte: ele enviou Jesus com o objetivo principal de salvar a humanidade. Jesus é o novilho: é ele que carrega todos os pecados. Ele foi crucificado simbolizando o cordeiro que cada pessoa sacrifica: ele é o Cordeiro que morreu por todos os pecados. Ninguém mais precisava matar carneiro minha gente!

Portanto, a cada pecado que cometemos, estamos crucificando, matando Jesus... Portanto, ele nasceu para morrer por nós, para ser o carneiro sacrificado pelos pecados da humanidade...

OUTRA observação

O templo era dividido em 3 partes: a 1º onde haviam os sacrifícios, a 2º onde o sacerdote dormia, comia... a 3º, que era o Santíssimo Lugar, onde o sacerdote entrava uma ou duas vezes ao ano para se encontrar com Deus. SOMENTE o sacerdote podia entrar lá. O santíssimo lugar era separado da 2º parte com um véu, uma cortina muito rígida, quase impossível de rasgar. Quando Jesus foi sacrificado, o véu se rasgou ao meio sozinho: agora todas as pessoas podem se encontrar com Deus por meio de Jesus e não só o sacerdote.

Nenhum comentário: