quinta-feira, 12 de junho de 2008

Ao te Olhar


Sua íris misteriosa, meu olhar...
Pétalas lançadas ao vento
Fragrância no ar
Um desconserto interno
Não eterno, um tanto passageiro
Um segundo imortalizado no tempo
Tempo passatempo...

Confusões?
[percebo que não...
chego à conclusão:

Quando olho para você

Meu interior derrete
Os meus sentimentos
e o mistério do seu olhar
são notas que formam acordes
dedilhados
pelo amor...


meu anjo...

Vinic